CNAE Simples Nacional

Simples Nacional CNAE

Você sabe que é o
simples nacional?  Este é um sistema de tributação simplificada que foi criada em 1996 através de medida provisória e que foi depois convertida em lei. A criação deste sistema de tributação foi criada como forma de simplificar o recolhimento de contribuições das microempresas e médias empresas. Por isso, foi chamada de Simples Nacional. Veja mais informações sobre o CNAE do Simples Nacional.

simples nacional cnae CNAE Simples Nacional

Até 2007 o nome Simples era sinônimo de sistema de tributação das micro e pequenas empresas e a União e cada ente federativo tinha o seu tipo de Simples, desta forma existia, o Simples de Goiás, Simples de São Paulo e assim por diante.

Mas, este sistema se tornou nacional e foi criado um sistema tributário de arrecadação única que tem a coordenação da União, Estados e Municípios. Inicialmente os Estados e Municípios que antes controlavam a arrecadação de tributos das micro e pequenas empresas não concordaram com esta nacionalização do tributo, pois retira o poder de arrecadação dos mesmos. Com a nacionalização deste sistema de tributação foi instalado a arrecadação direta de tributos. Os donos de micro e pequenas empresas ao pagar a guia de arrecadação chamada de Documento de Arrecadação do Simples (DAS) o valor pago ao banco é passado por um sistema de gerenciamento pelo Banco do Brasil e a instituição financeira de maneira automática distribui dentre um dia para os entes federados ao qual recurso se destina e este é um sistema de arrecadação mais simplificado do simples. Antes o simples nacional inclui apenas o micro e pequenas empresas, mas hoje inclui também os profissionais liberais, que inclui os contabilistas e demais profissionais liberais.

O CNAE é a Classificação Nacional de Atividades Econômicas, abaixo você pode conferir a tabela com todos os códigos CNAE: CNAE Simples Nacional.

Quanto às percentagens que devem ser recolhidas são as seguintes: comércio, o valor é de 4% a 11,61%; indústria de 4,5% a 12,11%; e serviços, de 4,5% a 17,42%. Para aderir ao Simples Nacional à empresa ou profissional liberal a empresa ou profissional precisa aderir à opção no Portal do Simples Nacional, isso deve acontecer em janeiro, se a empresa ou profissional estiver em atividade; ou a qualquer momento do ano para a empresa em início de atividade. Mas, há restrição para as empresas e profissionais liberais possam aderir ao Simples Nacional: empresas que funcionam com atividade financeira, o sócio desta empresa não pode domiciliar no exterior que possua débitos com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); esta empresa ou profissional não pode prestar serviço de transporte intermunicipal e interestadual de passageiros; também esta empresa não pode ser gerador, transmissora, distribuidora ou comercializadora de energia elétrica, entre outras exceções que podem ser conferidas pelo site http://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/ que tem também perguntas e respostas para tirar dúvida sobre o sistema tributário entre outras informações.

2 via boleto Simples Nacional

Boleto Simples Nacional 2 Via

O Simples Nacional é o nome fantasia dado ao sistema de tributação simplificado criado pelo governo federal que tem como objetivo facilitar o recolhimento de contribuições das microempresas e médias empresas, confira como fazer a emissão da 2 via do boleto do Simples Nacional e não deixe de efetuar o pagamento.

2 via boleto simples nacional 2 via boleto Simples Nacional

O Simples nacional é administrado por um comitê gestor que é composto de oito integrantes: quatro da secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), dois dos Estados e do Distrito Federal, dois dos Estados e do Distrito Federal e dois dos municípios.

Para a micro empresa ou média empresa se enquadrar no Simples Nacional precisa de alguns requisitos como se enquadra na definição de microempresa ou de empresa, cumprir os requisitos previstos na legislação e formalizar a opção pelo Simples Nacional. Segundo a definição de microempresa, caracteriza a empresa que tenha menos de 10 pessoas ou funcionários e cujo balanço atual não exceda a R$ 360 mil e a micro empresa é aquela que emprega mais de 10 funcionários e a receita bruta é superior a R$ 360 mil a R$ 3.600.000 ao ano.

Já as características do Simples Nacional consistem em: ser facultativo, ser irretratável para todo ano-calendário, abrange outros tributos como IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, IPI, ICMS, ISS e a Contribuição para a seguridade social, recolhimentos dos tributos que são abrangidos mediante o documento único de arrecadação (DAS); entre outras características.

No caso de você ter uma microempresa ou empresa de pequeno porte e precisa de uma segunda via do Simples Nacional pode ter este serviço online, acessando os sites da Receita Federal (ver em www.receita.fazenda.gov.br) e neste link preenche-se com o CNPF da empresa e lá se tem estes e outros serviços do Simples Nacional. Entre estes outros serviços oferecidos estão: Solicitação de enquadramento do SIMEI, Acompanhamento da Solicitação; serviços de declaração e cálculo como Consulta de declaração transmitida do MEI, Declaração Anual para o MEI, Programa Gerador do Documento de Arrecadação (DAS) para o MEI, entre outros e os serviços de desenquadra mento, entre outros serviços.

No site www8.receita.fazenda.gov.br/SIMPLESNACIONAL/Perguntas/Perguntas.aspx é possível ver as perguntas frequentes sobre o Simples Nacional, assim como a legislação do mesmo, manual, Simples na área rural, parlamento e convênios, estatísticas e muito mais.

Tem uma pequena ou microempresa? Para aderir ao simples nacional à empresa só pode aderir a partir de janeiro de cada ano e produz efeitos a partir do primeiro dia do ano calendário da opção. Se você já faz parte do Simples Nacional e precisa emitir a segunda via do Boleto, acesse o seguinte link acima.

Simples Nacional 2014 – Tabela

Tabela Simples Nacional 2014

Sabe o que é Simples Nacional?  Este é um serviço aplicado pelo micro empresas ou empresas de pequeno porte que na verdade faz parte de um regime tributário diferenciado e que unificam em um único serviço todas as contribuições e impostos federais, estaduais e municipais (cerca de oito). Veja como consultar a tabela do Simples Nacional 2014.

simples nacional tabela1 Simples Nacional 2014   Tabela

Esta obrigação das micro e pequenas empresas devem ser entregues anualmente a Receita Federal. A Receita inclusive abriu as inscrições para o Simples Nacional que ficam abertas até o dia 28 de dezembro e também é o prazo para agendamento da opção Simples nacional para o ano de 2013. O micro e pequeno empresário podem solicitar de forma simplificada pelo portal pela internet. Após a inscrição no programa, esta ainda é sujeira a aprovação que acontece a partir de 1° de janeiro do ano que vem quando será gerado registro oficial da micro e pequena empresa no sistema Simples Nacional.

Pela internet é possível ainda consultar a tabela do Simples Nacional 2014 através do número do CNPJ da empresa (ver em www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/Aplicacoes/ATBHE/ConsultaOptantes.app/ConsultarOpcao.aspx).

Para ser aprovado no Simples Nacional a micro e pequena empresa precisa ter receita anual máxima de R$ 360 mil, no caso das micro empresas; e nas de pequeno porte renda anual máxima de R$ 3,6 milhões. Para o microempreendedor a renda máxima anual tem que ser de R$ 60 mil. Caso a empresa não seja aprovada no Simples Nacional, os interessados podem regularizar a situação e fazer novo registro no Simples Nacional 2014. Não havendo pendências, o registro no Simples Nacional ocorrerá normalmente.

É possível ainda fazer o cancelamento no Simples Nacional por meio de um aplicativo que está disponível no Portal do Simples Nacional (ver em www8.receita.fazenda.gov.br/SIMPLESNACIONAL/Default.aspx). Neste site há informações sobre o Simples Nacional como: legislação, manuais, parcelamentos e convênios, estatísticas de arrecadação entre outras.

Simples Nacional Consulta

Consulta Simples Nacional

Abrir um empreendimento no Brasil requer, acima de qualquer criatividade e trabalho duro, muita paciência, já que todos conhecem a burocracia que existe em nosso país na hora de dar entrada em qualquer processo financeiro, comercial ou jurídico. Mas tudo isso só existe para garantir que os direitos sejam garantidos àqueles que irão usá-los da maneira correta. Veja como você pode realizar uma consulta no Simples Nacional.

simples nacional consulta Simples Nacional Consulta

Para os empreendedores de pequeno porte e as pequenas empresas, existe o Simples Nacional, que é um regime tributário simplificado que é opcional para micro e pequenas empresas. Ele serve para unificar o valor dos tributos a serem pagas pelas micro e pequenas empresas que optam pelo seu regime. Ele unifica os impostos de renda para pessoa jurídica, IPI, contribuição social de lucro líquido, COFINS, PIS/PASEP e contribuição patronal previdenciária, além de ICMS e ISS.

Para se enquadrar no sistema SIMPLES NACIONAL, a empresa deve estar sob alguns critérios, como ter uma renda bruta anual igual ou inferior a R$240 mil para micro empresas ou superior a este valor, porém inferior a R$2.4 Milhões. Para fazer consulta dos seus dados do Simples Nacional ou emitir o boleto DAS do Simples Nacional, siga as nossas dicas. Se você já optou pelo Simples Nacional, você pode fazer todos esses serviços pela Internet. Para emitir o boleto do DAS, o documento de arrecadação Simples do Simples Nacional ou o DAS do MEI, microempresário individual, além de pode fazer cálculo dos impostos e emitir uma segunda via do boleto, basta entrar no site do simples. Basta ter acesso ao sistema do site. Se você já tem o seu cadastro, basta clicar em “Emitir o DAS do Simples Nacional”. Se você ainda não tem o seu código de acesso, basta clicar em “Gerar Código de Acesso do Simples Nacional” e preencher seus dados de CNPJ, CPF e do seu título de eleitor.

Na página que se abrirá, basta preencher estas informações e clique em “Gerar”, para receber seu código. Depois disto, basta clicar em “Solicitar o DAS do Simples Nacional”. Viu como é fácil? Você micro ou pequeno empresário, abra já a sua empresa no Simples Nacional.

←Mais